Pai e marido orgulhoso, luta diariamente contra a monotonia de uma vida sem histórias. Autor dos livros: Flor de Sangue (editora Jambô)...

Favoritos: Waldir L. Santos


Pai e marido orgulhoso, luta diariamente contra a monotonia de uma vida sem histórias. Autor dos livros: Flor de Sangue (editora Jambô) e Cativeiro do Medo (Amazon), além de contos de terror e suspense, entre eles: No quarto escuro (finalista no Curtos & Fantásticos), O pega corpo (antologia Sombras da Noite) e A mulher na sacada (antologia Espíritos e Maldições), Capitão Intragável: O início. (coletânea Tesouros perdidos), entre diversos outros. Waldir vê na literatura a oportunidade de contar e descobrir novas histórias e, principalmente, transformar palavras em momentos maravilhosamente assustadores. Cada texto seu leva, acima do suor e das noites mal dormidas, uma carga intensa de prazer no que faz. Com uma narrativa leve e contemporânea, tenta passar em suas histórias intensidade e aquela gotinha de medo. Se perca entre dezenas de personagens, mundos e se desprenda os finais clichês. Depois não reclamem que não foram avisados.

1. Livro favorito:
R:
Eu sou a lenda, Richard Matheson

2. O que mais gosta sobre ou de escrever:
R:
Gosto de escrever o que a criatividade mandar. Tento não me prender muito em gêneros, mesmo sabendo que idealmente é a melhor opção para os escritores. Meu ultimo livro foi um terror sobrenatural e agora estou escrevendo um drama/comédia. Se precisasse de uma resposta exata, seria terror (ao menos por enquanto hahaha).

3. Escreve ouvindo música? Qual tipo?
R:
Costumo escrever no absoluto silêncio.


4. Há filmes e séries que inspiram você na hora de elaborar uma história?
R
: Todo filme e série tem algo a acrescentar na cabeça de um escritor. Eu costumo assistir filmes de Terror, gosto muito dos de Zumbi, mas estou sempre ligado nas redes sociais, e quando algum filme gera uma discussão eu assisto. É bom saber como vai o gosto dos leitores.


5. Qual seu escritor(a) favorito(a)?
R:
Stephen King

0 Comments: